quarta-feira, 20 de junho de 2012

Para ser um bom vendedor





Para ser um bom vendedor


      Meu primeiro trabalho com vendas externas foi com livros porta a porta. Já possuía uma grande experiência como balconista em loja de confecções, porém, a venda externa é mais complexa. Na venda interna o cliente vai até o vendedor, no caso da externa é o vendedor é quem vai ao cliente. Ou seja, na venda interna já há uma predisposição do cliente para comprar e na externa isto não ocorre, ainda que muitas vezes, o comprador necessite do produto. Há ofertas tanto de produtos similares como concorrência da mesma marca. Ainda existe a concorrência entre os próprios profissionais de vendas, isto é, quanto mais habilidoso um colega, mais se exige habilidade para efetuar uma venda.

     Cada segmento de vendas tem suas especificidade e exigem abordagens diferentes. Há segmentos em que se exige menos do vendedor, ou seja, necessita conhecimento do produto; regularidade de visita; conferencia de estoques, etc. Embora, o profissional precise usar de varias técnicas de vendas, porém, são vendas mais simples, por isto, que muitos acabam qualificando tais vendedores como tiradores de pedidos. Embora, tirador de pedido é uma coisa e vendedor é outra, mas pela facilidade da introdução e por apenas exigir regularidade do vendedor, normalmente, as vendas são simples de serem efetuadas, sem a necessidade de muito esforço.

     Porém, há determinados tipos de vendas que exigem muita técnica do vendedor, com por exemplo, a introdução de uma nova marca no mercado; produtos que o comprador possui vários concorrentes, porém, a compra se dá apenas de uma empresa. Marcas de produtos onde o cliente possui vários concorrentes. Vendas no segmento de publicidade, haja vista que ela ainda é vista por muitos como despesas e não lucro. Vendas de produtos considerados supérfluos. Venda de livros, enfim, há uma gama infinita de produtos e serviços que exige qualidade e muita habilidade do vendedor. 

     Mas, voltando ao inicio do artigo, meu primeiro trabalho com vendas externas foi com livros, este segmento me ajudou muito no aprendizado com vendas externas, pois além de ir até o cliente que muitas vezes, nem habito a leitura possuía e infelizmente ainda não tem, me exigia certa habilidade para quebrar a resistência do cliente e me atender e então, poder fazer minha abordagem.

     Não era simples efetuar vendas, mas me dava muita oportunidade de conhecer as  objeções e assim, a cada novo cliente me encontrar mais preparado para aborda-lo e colocar em pratica como também apurar minhas técnicas de vendas. Ao final, conseguia cobrir minhas metas. Certamente, este primeiro emprego me ajudou muito nos próximos seguintes pois, pelo grau de dificuldades encontradas e superadas, nos empregos seguintes me encontrava mais habilitado para a profissão. 

     Em suma, ao relatar meu primeiro emprego (vendas de livros), o objetivo foi registrar que, ainda que muitas vezes, procuramos vender produtos ou serviços mais fáceis de efetuarem pedidos, são naqueles que exigem maiores graus de dificuldades que nos ensinam e nos capacitam nas vendas. 

Ataíde Lemos
Escritor poeta